domingo, março 13

Tolas palavras.

Palavras são tolas.
Vocês não seriam capazes de sequer ter uma noção de quanto eu me sinto pequeno e pobre de espírito neste momento. Falar é tão fácil. É justamente por ser fácil que eu me sinto assim. Pois eu sempre falo, falo e falo. Escrevo textos longos, bonitos. Mas o que realmente vale, o que realmente importa, deixei de fazer há muito. Atitudes, ações. Gestos.
Cobrar dos outros objetividade é tão fácil. Falar é tão fácil. Sempre fácil falar para todos o que eles são capazes de ser, de fazer. Mas e quanto a nós mesmos? Já se olhou no espelho e se perguntou, alguma vez, se você é capaz de tais façanhas?
Agora, passamos a observar que há um mundo inteiro que acredita em você, mesmo quando desanima, mesmo quando inventa desculpas pra não assumir aquilo que se quer. Por medo, por tolice ou por simples vergonha de querer aquilo que não se deveria. Somos nós quem fazemos nossas escolhas e temos que defendê-las sob toda e qualquer circunstância. Lágrimas existem. Dor existe. Mas a escolha é de cada um em fazer delas peso ou degrau.
A velha e inconsequente mania de não saber esperar é o que atrapalha ainda mais. Não serão com chantagens ou sensacionalismo que eu conseguirei o que eu quero. Será com trabalho, com garra, perseverança. Os fins justificam os meios, sempre. A realização é o resultado da vontade de conquistar. A conquista é o resultado de todo o suor que desce pela face. Que sangre a alma. Que sofra, mas que jamais deixe de acreditar que se pode.
Não há nada de incertezas. Não há "se" ou "talvez". Não haverá lamentações, logo.
E não será da noite para o dia que tudo o que eu quero virá até mim. Não poderá ser tão fácil como eu gostaria que fosse. Não será tão fácil como falar, como escrever. Ao menos agora eu sei. A felicidade existe e o amor também. Tive medo de encarar essa verdade e acabava por não acreditar em nada que me pudesse fazer feliz. Essa cadeira, esse quarto, tudo isso está pequeno demais para mim. O que farei agora é me levantar, abrir a porta, sair e viver.




Até breve. (Y)

5 comentários:

Etiene disse...

Viver, e não ter a vergonha de ser feliz, cantar e cantar e cantar.... =)

enchantedlifeway. disse...

Muito lindo seu blog...
Ajude-nos na divulgação:
http://enchantedlifeway.blogspot.com/

Estamos seguindo você, adoramos o blog.

Jenefer Cullen Neto disse...

Curti mto seu blog, cara!
To ate ceguindo aki!
Qd puder, conhese o meu tb!
www.falonacara.com.br que vç vai rir mto tb!
bjks e parabens!
@Jenefercullen

Roberta Vládya disse...

Parabéns pelo blog.. Visito hoje pela primeira vez, mas voltarei mais vezes!

http://robertavladya.blogspot.com/

Neila Grenzel disse...

É isso que precisamos fazer, viver. Mas com a internet, tv, desde pequenos nos tornamos pessoas que ficam sentadas vendo as coisas acontecerem, não é como antes que os jovens tinham que correr atrás, agora temos tudo na mão, rápido e fácil.
http://ideiasdesbloqueadas.blogspot.com/


Blogger Layouts by Isnaini Dot Com. Powered by Blogger and Supported by ArchiThings.Com - House for sale